❅ 1º Capítulo


Esta é minha cidade, moro em Nevada desde que me tenho por gente, nasci aqui e pretendo morrer aqui. As pessoas de fora costumam dizer que nós somos o povo do coração gelado, pois aqui há neve quase o ano todo! O povo daqui é bem pacato, alguns mais agitados por causa dos campeonatos anuais da neve, outros (como eu) mais tranquilos e sossegados que amam a paz e a paisagem branquinha.
Eu particularmente amo demais minha cidade, vivo numa vizinhança vazia e calma. Muitos dos meus vizinhos mudaram-se, uns por não suportarem mais o frio, outros por causa de novas oportunidades de emprego em outras cidades, e outros simplesmente por quererem conhecer novos lugares exóticos. Com isso, um bairro de dez casas, hoje apenas três são habitadas.
Eu nunca me preocupei com meus vizinhos.
Veja Dona Eulália, por exemplo, perdeu o marido há dois anos e ainda não superou a perda, só sai na rua para fazer as compras do mês e recolhe o correio de duas em duas semanas, os carteiros ficam loucos! A pobrezinha vive chorando e tem um péssimo humor!
Já o Seu Tavino é diferente! Um vovô animado que sai todos os dias bem cedinho para suas caminhadas matinais e depois passa a tarde na pracinha do xadrez com seus camaradas, volta lá pelas seis da tarde, janta e vai dormir, é um amor de pessoa.
E eu, que sou a terceira moradora do bairro, um doce de mulher, não que eu queira me gabar, mas sou...hehehe. A vida em Nevada era o meu paraíso! Até que um dia o demônio resolveu mudar-se para a casa ao lado, para acabar de vez com minha paz e meu sossego!
Eu estava atrasada para o trabalho, o vaso sanitário havia emperrado outra vez, e eu detestava quando aquilo acontecia, a descarga não funcionava e isso me irritava. A campainha estava tocando e eu gritei - Já vou, um minutinho! - desisti do vaso, ele que esperasse eu voltar do trabalho, deixei tudo como estava e lavei as mãos, descendo em seguida para atender aquela campainha insistente.
-Oi! - disse um jovem alto de aparência muito bonita e um sorriso largo, parado diante minha porta, tremendo de frio - Desculpe a insistência moça! Meu nome é - interrompi-o saindo com pressa enquanto trancava a porta e dizia - Eu não desejo comprar nada e não quero assinar nenhuma antena de TV cara, e nem desejo ouvir sermões de testemunhas de Jeová!
O homem me olhou confuso e continuou - Não vim oferecer nada disto dona, eu acabei de me mudar pra cá, mas minhas coisas ainda não chegaram, acho que o caminhão de mudanças se perdeu no meio de tanto gelo! - riu, e vendo que eu não esbocei nenhuma emoção, prosseguiu - Será que você poderia me ajudar com aquele termostato? Eu estou perdidinho, nunca vi um troço daquele e a casa esta parecendo um iglu!
-Desculpe senhor, mas estou muito atrasada, de verdade, peça ajuda ao 203 ou ao 206, são ótimas pessoas, podem lhe ajudar, agora se me der licença tenho que ir!!! - ao terminar a frase já estava ao lado do meu carro, e ele me seguia - Por favor moça, é uma coisa rápida, não vai lhe custar nada! Já pedi ajuda aos ouros vizinhos, mas a senhora do 206 não sai de dentro da casa dela por nada e o 203 não tinha ninguém!
-Peço mil desculpas mas estou realmente muito atrasada! Adoraria ajudar, mas realmente não posso agora!!! - entrei no carro e segui em frente enquanto ele dizia alto - Eu nem sei o seu nome!
________________________________________________
-Bom dia senhorita atrasada - era Dona Carmen, minha chefe - Desculpe! Tinha um sujeito estranho na porta da minha casa que me tomou muito tempo falando coisas sem sentido, nem consegui prestar atenção! Ele era muito insistente! - respondi sentando na minha cadeira - E o vaso quebrou de novo!
-Ah, esse vaso outra vez! - exclamou - Já lhe disse para chamar um técnico competente mas você não me ouve! - Dona Carmen já conhecia bem essa história - E o sujeito pelo menos era bonito para ter tomado tanto seu tempo? Se não prestou atenção no que ele dizia, então no que foi?
Encolhi envergonhada - Ah, sei lá eu não reparei! Estava tão aflita por estar atrasada que não pensei nem reparei em nada!
-Sei! bom, tenho que buscar uma remessa de livros novos que chegou, o burro do motorista errou de endereço de novo e desta vez foi parar no restaurante do Cassandro e largou tudo lá! Bando de incompetentes! - Dona Carmen não era uma mulher fácil de lhe dar, falava o que vinha na mente e foi difícil de nos entendermos nos meus primeiros dias de trabalho, mas agora já me acostumei com seus chiliques e lamúrias. Apesar do mau humor ela não era uma pessoa má, só era um pouco amarga por ser sozinha, como eu. As vezes quando fico reparando nela, sinto um leve desconforto quando penso na possibilidade de ficar como ela, uma velha amarga e sozinha....
-Ah não! Esqueci de colocar comida pra Beleíze! - Beleíze era minha gatinha, minha companhia e minha única amiga, e agora por culpa daquele rapaz insistente, o tempo que eu havia planejado para alimentá-la, gastei com aquela conversa fiada! Passei o resto da tarde pensando em como Beleíze estaria faminta, com aqueles olhinhos tristes e aquela carinha murcha de quem tem uma dona muito má, até que finalmente havia dado cinco horas e era a minha deixa! Tranquei tudo e saí voando pra casa - Pobre Beleíze, deve estar morrendo de fome!!! - Saí do carro correndo depois de estacioná-lo corretamente na garagem dos fundos e corri pra dentro de casa, mas quando abri a porta, eis que dou de cara com o rapaz de hoje cedo.
-Ah!!! Você?! Eu vou chamar a polícia!!!! - assustei-me.
Ele estava sentado na minha poltrona preferida quando me ouviu, assustou-se e se levantou - Calma moça! Calma! Eu só estou aqui porque minha casa esta congelando e eu morreria lá dentro! Sua casa é tão quentinha!
-Como entrou aqui??? - indaguei - Pelos fundos - respondeu ele - a propósito, sua gata estava faminta! Que tipo de dona é você que deixa a coitada sem comer? Mas não se preocupe, eu fucei lá na cozinha e achei a ração dela, devia agradecer por eu estar aqui! - riu.
-O que? Você mexeu nas minhas coisas??? Saia da minha casa seu arruaceiro! E quem é você para me criticar? Se não fosse sua conversa fiada de hoje cedo eu teria lembrado de alimentar minha gata! Agora saia daqui antes que chame a polícia mesmo!!!
-Mas como você pode ser tão orgulhosa? Eu salvei a vida da sua gata e você além de não ceder uma mão amiga para um necessitado, ainda me expulsa a pontapés? Você é doida, eu vou-me embora! - saiu, mas antes de fechar a porta, disse - E tem mais uma coisa! Seus biscoitos acabaram! Estavam deliciosos!!! - fechou a porta sem esperar minha reação e se foi.
-Como ele ousa!!! Mas que falta de respeito! - eu estava indignada, como ele ousou entrar na minha casa assim? E ainda comeu meus biscoitos favoritos!!!! - Se eu vê-lo de novo, acho que o esgano!!!! Abusado!

24 comentários:

Caroline disse...

Já?! Nossa, está bem legal *--*
As casinhas são bonitinhas!
Mas que homem abusado, mesmo! Entra na casa dos outros e ainda fuxica. kkk
Xoxo, aguardo por mais capitulos frios...brrr

Guilherme Pokis disse...

A vizinhança ficou muito legal!
Parabéns pelo começo e boa sorte com a história!

Abraços...

Dulce Gagaturno disse...

Que começo legal amei *--*
Ansioso para oque está por vir

Beijos

Ícaro Oliveira disse...

kkkkkkkkkkkkkkkkkk, adorei! Ri muito no momento em que ele fala: "Que tipo de dona é você?" Mais que atrevido não? Hahahahaha! Amei, já estou acompanhando hein? Vou ficar na sua cola para ver as atualizações!

Beeijos e Boa sorte, criatividade e energia positiva! :D

Jessica - Ciana disse...

Jááá hehehe!!!!
Que bom que achou as casinhas bonitinhas, eu construí todas elas, deu um trabalhão xD

Abraços!!

Aníbal disse...

Aaaah *---*
Amei, Jeh!
Coitada da Marina kkkkkkk' Quero ver a Beleíze *--*

Beijão! ;**

Jessica - Ciana disse...

Obrigada querido Guilherme!!!
Fico feliz que tenha gostado!

Abraços!

Marina disse...

Amei, esse primeiro capítulo foi engraçado, tbm ri na parte Que tipo de dona é você?" kk
Achei ele muito cara de pau kk, como ele ousa entrar na casa de uma mulher assim sem mais nem menos rsrs
Muito anciosa para ver o próximo capítulo :D
Bjs

Tulio soares disse...

Seus biscoitos acabaram kkkkkk. Adorei muito engraçado.
abraços

Jessica - Ciana disse...

Nhaaa que booomm!!! Eu adoro quando vocês gostam heheheh
Próximo capítulo em breve!!!

Abraços!

Jessica - Ciana disse...

Oi Ícaro!!! Acho que você é novo aqui, certo?
Fico muito feliz sabendo que esta gostando tanto assim já no primeiro capítulo e que pretende acompanhar!!!!
Pode ficar na minha cola, eu deixo ta? hahahah

Abraços e muito obrigada pela sua visita!

Jessica - Ciana disse...

Hahaha que bom que amou!!!
A Marina vai sofrer muito hahaha mas também vai atormentar bastante o cara com sua personalidade forte!

Beleíze vai aparecer em breve ^^)

Abraços!

Jessica - Ciana disse...

Que bom Marina!!! Hehehe fico feliz que minha tentativa de ser engraçada funcionou!!! heheheheeh
Ele é bem cara de pau mesmo, mas a Marina não é fácil também, você verá! hahahaha

Abraços querida!

Jessica - Ciana disse...

Hahahaha vê só? Ele entra na casa dela sem permissão e ainda come os biscoitos rs muito abusado mesmo hahahaha

Que bom que gostou, grande agraço Tulio!!!

Gabriel Padrão disse...

Essa velhinha está com depressão!! Ela precisa respirar novos ares, passear, se distrair para esquecer a morte do marido!! KKKKKK
Estréia perfeita! Parabéns!
Um grande abraço e parabéns pelo ótimo trabalho! Gabriel =DD

Rita Oliveira disse...

Finalmente a estreia! E que estreia! Gostei muito! A paisagem é fantástica! E estou a ver que ainda nos vamos rir muito com as aventuras de Marina e o seu novo vizinho! :D

Beijinhos

Cássia disse...

Amei, amei....
Rachei de rir com o começo dessa história, se já começou assim, os proximos capitulos prometem ser emocionantes" \o/
Louca pelos proximos..
Bjs.

Jessica - Ciana disse...

Hahaha é pode ser depressão mesmo! ela mau sai de casa rs
Obrigada pelos parabéns!!!!

Abraços!

Jessica - Ciana disse...

xD Que bom que gostou muito Rita!!! Eu também amei a paisagem *-*)
Hehehe acho ótimo que tenha achado engraçado, é uma história romântica,mas cheia de comédia hahaha

Abraços!

Jessica - Ciana disse...

\O/ Eu adoro quando me contam que riram rsrsrrs
Os prózimos capítulos tomara que eu consiga cativar você assim também!! hehehe

Abraços!!

Lucy Becker disse...

ai que tudo....
=D
amei, e você está arrazando mais uma vez!!
devia publicar suas histórias...elas são viciantes!!
ah, segue meu blog novo?
o meu antigo teve um problema e tive que fazer um novo
=[
http://oblogdagarota-luzinhastein.blogspot.com.br/
Bjokas

David Veiga disse...

Oie Jéh! o/ Voltei! Eu já gostei só em ler o primeiro capítulo.
Bpm... a respeito do personagem, ele é um louvo de invadir a casa de alguém, sem ao menos ter intimidade. E foi muito cara de pau de ter dito que comeu os biscoitos e ainda dizer que estavam deliciosos, HUAHSUAHSUH

Mas olha, eu vou dar um 10, porquê nota maior não tem, mas fique sabendo, se tivesse nota maior que 10, era sua! ;)

(PS: Fiquei sem Net, daí eu não vi que você havia postado, só vi agora quando entrei no PC, e que vi que a Net voltou.)

Beijos! Vou partir para o 2º capítulo.

BeAz Sims disse...

Mas que inoportuno é esse sujeito e atrevido também. Mariana imponha-se!
Beijão!♥

P.S. Desculpa comentar só a gora mas a culpa é do tempo.

Giovanna disse...

Aee Jeeh , mal lançou e a história já está com sentindo . Nossa , suas fotos tem uns efeitos , bem legal .
Enquanto esse cara abusado , pede a marina pra por limites , woewoeowe ;P
Bggs ;*